Publicações do CJL

Todas as publicações editadas pelo Centro de Juventude Lisboa



O Centro de Juventude de Lisboa (CJL), desde 2017, tem vindo a produzir publicações na área da Juventude, em bilingue, com a colaboração de parceiros nacionais e internacionais, bem como a traduzir e a publicar diversas recomendações do Conselho da Europa e de outras instituições europeias, na língua portuguesa. Estas estão disponíveis para consulta no Centro de Documentação de Juventude, na Loja Ponto JA do CJL, e em formato digital.

 

Guia «Trabalho com jovens em foco»

No âmbito das comemorações do sexto aniversário do CJL com o Selo de Qualidade do Conselho da Europa, a 1 de julho de 2021, foi lançada a publicação «Trabalho com jovens em foco», o guia para a Recomendação CM/Rec(2017)4 - Trabalho com Jovens do Conselho da Europa, que visa aproximar mais o conteúdo desta recomendação dos seus potenciais utilizadores e fornecer informação e orientação passo-a-passo para a implementação da mesma. Oferece igualmente conselhos e exemplos de ações a empreender e políticas
a desenvolver de modo a que o trabalho com jovens possa ser posto sob o foco das políticas de juventude e possa fazer a diferença nas vidas das pessoas jovens.

 

 

«Ligações - um manual para a prevenção do extremismo violento através da informação para jovens»

«Ligações - um manual para a prevenção do extremismo violento através da informação para jovens», consiste na versão portuguesa do manual LIAISONS, da ERYICA (European Youth Information and Counselling Agency).

Esta é mais uma publicação editada pelo CJL, em formato digital e em livro, a qual da autoria da ERYICA e dos seus membros francófonos (Centro de Informação e Documentação para Jovens de França, Centro de Informação para Jovens do Luxemburgo, Centro de Informação e Documentação para Jovens da Bélgica e Infor Jeunes de Bruxelas), que tem como objetivo contribuir para a prevenção do extremismo violento das e dos jovens através da informação para jovens, e que contou com o apoio do Conselho da Europa e do Bureau International Jeunesse (Federação Valónia-Bruxelas, Bélgica).

 

 

«LISBOA+21 - Políticas e Programas de Juventude numa Perspetiva Global»

No âmbito das comemorações do 5.º aniversário do CJL com o Selo de Qualidade do Conselho da Europa, no dia 1 de julho de 2020, foi apresentada a publicação «Lisboa+21 - Políticas e Programas de Juventude numa Perspetiva Global».

Trata-se de um projeto do IPDJ, desenvolvido através do CJL, que resulta da coautoria de Ana Catarino, Carlos Manuel Pereira, Nora Kiss, Sofia Pimenta e Rita Saias, e que tem por base a Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude e o Fórum da Juventude «Lisboa+21» que decorreram em Portugal, em junho de 2019.

Esta publicação, bilingue (PT e EN), apresenta os «principais atores que assumiram como seus os instrumentos políticos que têm a ambição, e a consequente responsabilidade, de moldar as políticas e programas de Juventude, desde logo a Declaração Lisboa+21, bem como uma análise do Plano Nacional para a Juventude.

A sessão de apresentação desta publicação encontra-se disponível para visualização aqui.

 

 

«ESTRATÉGIA 2030 PARA O SETOR DA JUVENTUDE» - Conselho da Europa

Trata-se da Resolução CM/Res(2020)2, sobre a Estratégia 2030 para o setor da juventude do Conselho da Europa (CoE), adotada pelo Comité de Ministros a 22 de janeiro de 2020, na 1365.ª reunião dos Representantes dos Ministros, tendo como objetivo que as pessoas jovens em toda a Europa possam apoiar, defender, promover e beneficiar dos valores essenciais do CoE - os direitos humanos, a democracia e o estado de direito –, reforçando o acesso da juventude aos seus direitos.

Para além disso, pretende ainda aprofundar o conhecimento sobre a juventude, para que o envolvimento democrático de jovens seja apoiado por comunidades de atuação que produzam conhecimento e especialização, bem como alargar a participação de pessoas jovens de forma significativa no processo de decisão.

 

 

«Manual sobre Padrões de Qualidade para Políticas de juventude»

Originalmente desenvolvido pelo Fórum Europeu de Juventude, a tradução para a língua portuguesa deste documento resulta da sinergia do Conselho Nacional da Juventude (CNJ) e do Centro de Juventude de Lisboa do IPDJ (CJL).

Neste manual foram reunidos 8 padrões de qualidade e respetivos indicadores, permitinfo uma adaptação às diferentes organizações, disponibilizando ferramentas, dicas e estratégias para avaliar o estado das políticas de juventude no seu contexto, seja ele nacional, regional, local ou europeu, e identificar o que está a funcionar bem ou mal, com vista a uma participação jovem informada, de qualidade, eficaz e eficiente.

 

 

Recomendação CM/Rec(2019)4 - «Apoio a jovens refugiados na transição para a vida adulta»

Trata-se da Recomendação CM/Rec(2019)4 do CoE sobre «Apoio a jovens refugiados(as) na transição para a vida adulta», uma ferramenta, agora em português, com medidas do Conselho da Europa para os Estados-Membros, instituições governamentais e organizações que trabalham com e para jovens poderem apoiar as e os jovens refugiadas/os na sua transição para a vida adulta.

 

 

Recomendação CM/Rec(2017)4 - «Trabalho com Jovens»

A 31 de maio de 2017, o Comité de Ministros do Conselho da Europa adotou a Recomendação CM/Rec(2017)4 – Trabalho com Jovens, a qual se aplica ao trabalho com jovens em toda a sua diversidade. O objetivo é incentivar os Estados-Membros a desenvolver políticas e práticas de trabalho com jovens dentro da sua esfera de competência, convidando-os a adotar uma série de medidas que fortaleçam o apoio necessário ao trabalho com jovens a nível local, regional, nacional e europeu.

O trabalho com jovens é um termo amplo que abrange uma variedade de atividades de caráter social, cultural, educacional, ambiental e / ou político, com e para jovens, em grupos ou individualmente. O trabalho com jovens é prestado por pessoas voluntárias ou remuneradas, e baseia-se em processos de aprendizagem não formal e informal centrados nos/as jovens e na participação voluntária. O trabalho com jovens é fundamentalmente uma prática social, trabalhando com jovens e as sociedades em que vivem, facilitando a participação ativa e a inclusão de jovens nas suas comunidades e nas tomadas de decisão.

 

 

Recomendação CM/Rec(2016)7 - «Acesso de Jovens aos Direitos»

A 28 de setembro de 2016, o Comité de Ministros do Conselho da Europa adotou a Recomendação CM/Rec(2016)7 – Acesso de Jovens aos Direitos, que visa melhorar o acesso de jovens aos direitos.

As propostas apresentadas nesta recomendação, estabelecem estratégias para melhorar o acesso de jovens a direitos que reflitam os princípios da universalidade e indivisibilidade dos direitos humanos, não discriminação e igualdade de oportunidades, igualdade de género, responsabilização, democracia, participação e solidariedade intergeracional.

 

 

 

Recomendação CM/Rec(2015)3 - «Acesso de Jovens de Bairros Desfavorecidos aos Direitos Sociais»

Para a defesa dos direitos sociais, designadamente dos e das jovens de bairros desfavorecidos, o Comité de Ministros do Conselho da Europa adotou, a 21 de janeiro de 2015, a Recomendação CM/Rec(2015)3 – Acesso de Jovens dos Bairros Desfavorecidos aos Direitos Sociais, que tem por base o Projeto «Enter!», a qual, entre os seus objetivos, desenvolve propostas políticas a situações de exclusão, discriminação e violência que afetam as/os jovens, baseadas em direitos sociais.

São propostas sobre o que os/as jovens, técnicos/as de juventude e decisores políticos, a nível local e regional, consideram essencial para a inclusão social de jovens que vivem hoje na Europa.

 

 

 

«JUVENTUDE E IGUALDADE: COMUNIDADES CIGANAS»

Esta é uma obra resultante dum desafio lançado pelo CJL à Rede Portuguesa de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens (REDE) e que aborda a temática da Juventude, das Comunidades Ciganas e a Igualdade de Género, a história da comunidade cigana, a sua origem, a cultura e tradições, bem como alguns princípios, conceitos gerais e dinâmicas de educação não formal para a promoção dos Direitos Humanos e da Igualdade de Género.

 

 

«JUVENTUDE E CIDADANIA: EDUCAÇÃO E PARTICIPAÇÃO»

Uma publicação resultante da contribuição e colaboração de vários parceiros do CJL que apresenta o trabalho que o IPDJ, este Centro e os seus parceiros têm desenvolvido para promover a cidadania e participação juvenil através da Educação Não Formal. Do Conselho da Europa aos programas do IPDJ, passando pelas atividades desenvolvidas em conjunto com as entidades parceiras do CJL, são abordadas neste livro boas práticas no trabalho com e para jovens, bem como o papel dos agentes no desenvolvimento juvenil.

 

Updated: 29/06/2021

SUBSCRIBE NEWSLETTER

Successfully subscribed newsletter Did not subscribe to the Newsletter. Please try again later

We use cookies on our website to give you the best experience. By continuing to browse, you are authorize our use of these cookies. However, if you want to know more information, namely how to change your settings, see our Policy .